O CBD pode ser eficaz em um tratamento para transtornos psicóticos?

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Foto: Shutterstock)

Curadoria e edição Sechat, com informações de Canex

Uma equipe internacional de pesquisadores do Canadá, Suíça e Alemanha realizou um estudo aberto, randomizado e controlado por placebo para determinar os efeitos dos cigarros CBD em pacientes com psicose aguda.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

Ao longo dos anos, o uso de cannabis foi amplamente associado ao desenvolvimento de sintomas psicóticos e, em alguns casos, a transtornos psicóticos duradouros. No entanto, esses riscos potenciais do uso de cannabis estão amplamente associados ao THC – o principal composto psicoativo encontrado na planta.

Em contraste, um crescente corpo de evidências está apontando para as propriedades antipsicóticas potenciais do CBD. Vários estudos demonstraram o impacto favorável do CBD em pacientes com esquizofrenia , sintomas psicóticos ou pessoas com alto risco de psicose . Os resultados deste estudo apoiam esses achados.

Os transtornos psicóticos referem-se a condições mentais em que a personalidade de uma pessoa está gravemente confusa ou em que a pessoa afetada perde o contato com a realidade. Alguns exemplos incluem esquizofrenia, transtorno esquizoafetivo, transtorno esquizofreniforme e transtorno psicótico breve.

O estudo

Para este estudo, os pesquisadores avaliaram os efeitos dos cigarros CBD em pacientes com esquizofrenia ou transtornos psicóticos e transtorno do uso de tabaco comórbido. O desenho do estudo envolveu o oferecimento de cigarros CBD para metade dos pacientes (grupo ativo) e cigarros de tabaco padrão para a outra metade (grupo controle), além de seu tratamento psiquiátrico de rotina.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Na amostra do estudo, 23 tinham esquizofrenia, quatro foram diagnosticados com transtorno esquizoafetivo, um indivíduo tinha transtorno psicótico polimórfico agudo com sintomas de esquizofrenia, dois tinham transtorno bipolar com sintomas psicóticos e um foi diagnosticado com transtorno psicótico devido ao uso de cannabis.

Tanto o CBD quanto os cigarros de tabaco foram administrados sob demanda durante a fase aguda da terapia (dias 0-28). Os cigarros CBD consistiam em 20% de cânhamo e 80% de tabaco – um único cigarro continha 20 mg de CBD.

Os resultados

Os pesquisadores descobriram que, embora os sintomas psicóticos e a depressão diminuíssem em níveis semelhantes nos grupos de CBD e tabaco, o uso de CBD foi associado ao uso de menos medicamentos antipsicóticos. Além disso, os participantes do grupo controle (tabaco) aumentaram o uso de medicamentos prescritos.

Os pesquisadores concluíram: “Esses resultados podem sugerir um efeito poupador da medicação antipsicótica dos cigarros CBD como terapia adjuvante em pacientes com psicose aguda. No entanto, estudos futuros com desenhos de estudo mais rigorosos e amostras maiores são necessários”.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Relacionados

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER