Sete em cada dez americanos apoiam a legalização da cannabis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Crescimento: em 1969, apenas 12% dos americanos eram a favor da legalização (Foto: Yash Lucid/Pexels)

Quase sete em cada dez americanos agora apoiam a legalização da cannabis em todo o país, de acordo com uma pesquisa Gallup divulgada na segunda-feira (9).

No geral, 68% dos entrevistados disseram ser a favor da legalização da cannabis para uso adulto, que é o “nível mais alto do Gallup” desde que a empresa começou a fazer pesquisas sobre o assunto. No ano passado, a pesquisa encontrou 66% de apoio à legalização.

>>> Chega a 35 o número de estados norte-americanos a regulamentar a Cannabis medicinal

Em 1969, apenas 12% dos americanos eram a favor da legalização. O nível de suporte de hoje é o dobro do que era em 2000.

A nova pesquisa mostra o apoio da maioria à mudança de política em todas as faixas etárias pela primeira vez. No entanto, o apoio entre os republicanos caiu ligeiramente em relação ao ano passado, de 51% para 48%.

Enquanto isso, 83% dos democratas e 72% dos independentes disseram que apoiam a legalização, que Gallup diz ser o nível mais alto de apoio já registrado para esses grupos políticos.

>>> Vendas globais de cannabis para uso adulto devem crescer 376% até 2025

A divulgação dos resultados da pesquisa ocorre uma semana depois que os eleitores em cinco estados aprovaram iniciativas para legalizar a cannabis para fins médicos ou adulto. Isso inclui vitórias por reformas em estados tradicionalmente conservadores, como Montana e Dakota do Sul.

“A maioria dos subgrupos demográficos de americanos apoia a legalização da planta, inclusive por gênero, idade, educação e renda familiar”, disse Gallup, que conduziu a pesquisa com 1.035 adultos de 30 de setembro a 15 de outubro.

Apesar do apoio esmagador à mudança de política entre os democratas, o presidente eleito Joe Biden até agora apoiou apenas reformas mais modestas, como descriminalizar o porte e eliminar condenações anteriores por cannabis.

Enquanto isso, não está claro por que houve uma pequena redução no apoio daqueles que se identificam como republicanos após anos de aumentos. Dito isso, os legisladores democratas têm tentado cada vez mais assumir o controle da questão, o que poderia ajudar a explicar por que menos conservadores estão dispostos a apoiar abertamente a política.

>>> Mississippi, nos Estados Unidos, legaliza a Cannabis medicinal

Há também uma margem de erro de quatro pontos percentuais na pesquisa, o que pode ser responsável pela pequena quantidade de diferença relatada entre a demografia política.

“Desde 2012, quando Colorado e Washington se tornaram os primeiros estados a legalizar a cannabis para uso adulto, tem havido um gotejamento lento de estados que seguiram o exemplo”, disse o Gallup em comunicado. “Durante esse período, o apoio dos americanos à legalização da cannabis aumentou 20 pontos, para um recorde de 68%.”

A empresa também fez referência a uma pesquisa separada conduzida no início deste ano, que mostrou que cerca de 70% dos americanos consideram que fumar a planta como uma atividade moralmente aceitável. Isso é mais alto do que suas opiniões sobre a moralidade de questões como relações homoafetivas, testes médicos em animais, pena de morte e aborto.

Dito isso, a nova pesquisa descobriu que os americanos que frequentam os serviços religiosos com mais regularidade têm menos probabilidade de apoiar a legalização da cannabis.

“A trajetória de apoio do público à legalização da cannabis coincidiu com um número crescente de estados que a aprovam”, disse o instituto. “Não está totalmente claro se a mudança na opinião pública causou a mudança em muitas leis estaduais ou vice-versa. Dadas as tendências recentes, é provável que mais estados legalizem o uso adulto. Considerando o alto nível de apoio público para tal medida, uma mudança na política federal poderia até ocorrer.”

Legisladores e defensores também argumentaram que os resultados das eleições de 2020 para a reforma da cannabis fortalecerão os esforços de reforma federal, independentemente da composição política do Congresso ou da presidência.

“É isso que os eleitores querem. Não são questões partidárias, é uma oportunidade para os republicanos conseguirem fazer progresso em seus estados vermelhos e unir as pessoas em um momento de divisão”, disse o deputado Earl Blumenauer (Democratas) ao Marijuana Moment. “É uma continuação do progresso que vem acontecendo desde 1996. Acho que vai ser muito mais fácil (aprovar a reforma) no novo Congresso, com Republicanos e Democratas, tanto na Câmara quanto no Senado.”

Fonte: Kyle Jaeger/Marijuana Moments

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese