Qual é o potencial da Cannabis Medicinal para o câncer?

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
O CBD é um dos muitos compostos químicos não psicoativos de ocorrência natural encontrados em todas as cepas da planta de cannabis (Foto: Anthony Shkraba/Pexels)

Curadoria e edição de Sechat Conteúdo, com informações de Canex (Roland Sebestyén)

No último dia 4 foi o Dia Mundial do Câncer – que existe para aumentar a conscientização sobre nossa luta contínua para desenvolver medicamentos e tratamentos eficazes para todos os tipos de câncer. 

Como o uso de cannabis medicinal aumentou vertiginosamente nos últimos anos, especialistas, pesquisadores e pacientes se perguntam se a droga pode ajudar na luta contra algumas das condições de saúde mais graves, incluindo o câncer. Muito já se ouviu de histórias de pacientes que lutaram contra o câncer com a ajuda da cannabis.

Embora muitas das alegações que apoiam o uso de cannabis para o tratamento do câncer sejam por meio de evidências informais, existem alguns indicativos clínicos. Além disso, um produto medicinal de cannabis – Nabilone – foi aprovado no Reino Unido para aliviar náuseas e vômitos induzidos por quimioterapia.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

No entanto, no Reino Unido, esse é atualmente o grau em que o uso de cannabis é recomendado para o tratamento do câncer ou controle dos sintomas. Por outro lado, em alguns países, os pacientes com câncer podem ter acesso à cannabis medicinal para outros sintomas, incluindo perda de apetite, dor e outros.

A cannabis, na maioria das formas, continua proibida na maioria dos países ao redor do mundo, deixando muitos pacientes com opções limitadas. O canabidiol (CBD), no entanto, é um canabinoide que está disponível gratuitamente na maioria dos países e tem o potencial de reduzir a dor, ajudar no sono e aliviar o estresse e a ansiedade.

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

O CBD para o câncer

O CBD é um dos muitos compostos químicos não psicoativos de ocorrência natural encontrados em todas as cepas da planta de cannabis. Os produtos de canabidiol contêm pouco ou nenhum THC. Isso significa que eles não causarão o efeito ‘alto’ frequentemente associado ao uso de cannabis, e geralmente são consumidos por seus benefícios potenciais à saúde e ao bem-estar.

Embora vários relatórios e estudos sugiram que o CBD pode diminuir a inflamação no corpo e aliviar a dor, bem como reduzir a depressão e a ansiedade, mais pesquisas ainda são necessárias. O canabinoide foi considerado seguro para o consumo humano com pouquíssimos efeitos colaterais; no entanto, ainda não está claro se os produtos sem receita são tão eficazes quanto poderíamos esperar.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

O que as evidências dizem?

De acordo com pacientes que lutam contra o câncer, eles usam cannabis para reduzir a dor durante a recuperação. Embora simplesmente não haja ensaios clínicos suficientes em andamento, os especialistas não podem dizer se a droga deve ser usada para tratar condições de saúde tão graves como o câncer.

Ao mesmo tempo, alguns resultados promissores já mostraram que a cannabis pode realmente “causar a morte celular, bloquear o crescimento celular, reduzir a inflamação e reduzir a capacidade do câncer de se espalhar” no corpo.

>>> Sechat divulga gratuitamente serviços de 118 médicos prescritores de Cannabis Medicinal

No entanto, deve-se notar que outros descobriram que os compostos de cannabis também podem estimular o crescimento de células cancerosas, bem como potencialmente causar danos aos vasos sanguíneos.

Apesar da legalização da cannabis medicinal no Reino Unido em 2018, o acesso dos pacientes continua extremamente baixo. Além disso, os médicos permanecem relutantes em discutir o uso de cannabis ou mesmo o uso de produtos legais de CBD.

Confira outros conteúdos sobre os benefícios da cannabis publicados pelo Sechat:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER