Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional do Uruguai, Inefop, lança programa de treinamento em manejo de cânhamo

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Foto: Freepix/Aleksandarlittlewolf)

Por João R. Negromonte com informações de Portal Montevidéu

Visando aqueles que estão interessados em entrar no ecossistema da produção e cultivo de cannabis no Uruguai, que gera diversas vagas diretas todos os anos, o Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional, Inefop, lançou no âmbito da sua área agro-industrial, um programa de formação em gestão e manejo da produção de flores de cânhamo. 

Indicado para maiores de 18 anos, a iniciativa busca pessoas que realizam ou já realizaram trabalhos de colheita em geral. No curso “serão adquiridas as competências necessárias para realizar as tarefas de gestão e manuseamento da flor de cânhamo durante o seu cultivo e colheita”, explica o material promocional publicado pelo Inefop. 

Segundo Silvia Camacho, técnica responsável pelo curso, em entrevista ao Portal Montevidéu, o “Inefop faz hoje parte de um projeto interinstitucional que está analisando a cadeia de valor do cânhamo”.

“A partir daí, articulou-se com a Associação de Produtores de Cannabis, o LATU (Laboratório Tecnológico Uruguaio), a Agência de Desenvolvimento Rural de Canelones, as lideranças locais do Inefop e outros atores do setor, a necessidade de capacitar trabalhadores na gestão e colheita das flores de cânhamo”, disse ela, que salienta também: 

“Dado que 100% da produção do setor é destinada à exportação, as empresas têm que garantir que todos os seus processos atendam aos padrões de qualidade exigidos nos mercados internacionais, de acordo com os requisitos estabelecidos para o cumprimento das normas”. 

Camacho reforça também que a indústria não para de crescer no país, mais de 120 empresas estão ligadas a esta atividade em épocas de safra, sendo um total de 80% dessas, de micro e pequenas empresas, que “geram mais de 1000 vagas diretas todos os anos no setor e tendo feito sua primeira exportação em 2019”.

“Desde então, as vendas para o exterior somam mais de 7,5 milhões de dólares anuais. Do ponto de vista dos trabalhadores, as ocupações oriundas do cultivo e da industrialização estão às portas de demandas em expansão no setor, que representam promissoras carreiras no futuro . “, acrescentou ela.

Salto e Canelones, províncias uruguaias que mais reúnem empresas dessa área, serão os primeiros lugares a receberem o curso.

“Nesta primeira experiência, pretende-se formar 60 trabalhadores de cada zona, 120 no total; espera-se também, aumentar o número de turmas disponíveis em função das exigências formativas recebidas”, explicou Camacho. 

“Os nossos objetivos são que um maior número de trabalhadores tenha as competências necessárias para cumprir as normas dos processos de cultivo e colheita do cânhamo, bem como favorecer a empregabilidade da população que trabalha ou pretende integrar-se nesta crescente atividade,” acrescentou a técnica. 

Para aqueles que residem por lá e buscam uma nova alternativa de emprego no ramo canábico, deixaremos alguns contatos da instituição, confira! 

Serviço:

Realização: Innova Capacitaciones;

Duração: Quatro semanas, com duas aulas de duas horas e meia semanais;

Para se inscrever ou consultar informações adicionais: Centro Técnico Las Piedras — 091 669 698 — ou o Centro Técnico Pando — 099 784 822 (consulte como realizar ligações internacionais aqui)

Ou enviar um e-mail para: canelones@inefop.org.uy

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese