The Green Hub, aceleradora de startups de cannabis no Brasil, recebe R$ 3 milhões em investimentos

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Marcel Grecco, CEO da The Green Hub (Foto: Divulgação)

A aceleradora de startups de cannabis brasileiras The Green Hub, com sede em Santo André, na Grande São Paulo, recebeu recentemente um importante investimento, de R$ 3 milhões. Segundo o CEO da empresa, Marcel Grecco, o aporte foi feito por uma family office (empresa de capital fechado que lida com gerenciamento de investimentos e patrimônio), e o valor está sendo investido no desenvolvimento das iniciativas TGH e o Centro de Excelência Canabinoide.

Em entrevista ao portal Sechat, Grecco explicou como funciona a The Green Hub, empresa fundada em 2016 por ele e os sócios Marcelo Sarro, Pedro Pierro Neto e Marcelo De Vita. O empresário também falou sobre a oportunidade que a empresa terá de apresentar o mercado brasileiro de cannabis em Toronto, durante uma palestra da Câmara de Comércio Brasil/Canadá.

Marcel Grecco comentou ainda sobre a parceria da TGH com a joint venture 4H Tecnologia em Saúde e avaliou o cenário político brasileiro para a regulamentação do plantio de cannabis no Brasil e o registro de medicamentos.

SECHAT – A The Green Hub foi convidada para uma palestra na câmara de comércio Brasil/Canadá em Toronto sobre o mercado de Cannabis. O que é possível adiantar sobre o que será dito na palestra?
Marcel Grecco – Sim, nosso Co-Founder e Business Development Marcelo De Vita irá para Toronto palestrar na sexta edição do BCCC Healthcare Forum. O tema da palestra serão as tendências e oportunidades no mercado de cannabis medicinal no Brasil. Iremos atualizar o status dos processos de regulamentação no Brasil, as projeções do mercado, barreiras de entrada, desafios culturais e a atuação da The Green Hub como gateway de negócios.

A The Green Hub é uma aceleradora de startups voltada ao mercado da cannabis. Quais são as principais startups que vocês estão trabalhando hoje e como se dá esse trabalho na prática?

Atuamos em três frentes: venture builder, aceleração de startups e consultoria corporativa. Desenvolvemos e aceleramos startups com foco no auxílio do aperfeiçoamento da solução, estratégia de crescimento e estruturação dos processos das iniciativas. Também facilitamos programas de inovação para corporações, apoiando o acesso a esse novo mercado, com serviços que vão, desde estudos de viabilidade através de inteligência de negócio e desenvolvimento de tecnologia sob medida, até consultoria comercial e jurídica.

Atualmente, estamos preparando uma chamada de startups que será feita no mês de dezembro desse ano, nossos principais pontos de interesse serão biotech, agrotech e Digital, mas não nos limitamos a esses temas.

Vocês têm como iniciativas o Centro de Excelência Canabinoide e o Anella, um software que busca auxiliar no uso medicinal da planta. Como funcionam esses dois serviços?

O Centro de Excelência Canabinóide é uma  plataforma médica que cuida de toda a jornada dos pacientes em tratamento com cannabis medicinal, acompanhamos a experiência dele e dando todo o suporte necessário.

Capacitamos o mercado médico através de plataforma educacional, consolidamos o acesso com consultas e prescrições em nossos consultórios e acompanhamos o pacientes através de um programa de apoio que vai desde ao acesso aos medicamentos até a adesão ao tratamento conforme prescrito pelo médico. A nossa startup Anella foi acoplada dentro do sistema do CEC, e estamos reposicionando a marca para um novo projeto em 2020.

Vocês receberam um importante aporte financeiro recentemente. Qual é o valor, como esse aporte chegou até a TGH e de que forma ele será investido?

Recebemos o Seed Capital para nossas duas iniciativas TGH e CEC no valor total de R$ 3 milhões, o aporte foi feito por Family Office e o valor está sendo investido no desenvolvimento das iniciativas.

A The Green Hub firmou uma parceria com a joint venture 4H Tecnologia em Saúde. O que é a 4H e como será essa parceria?

Sim, consolidamos uma joint venture com a 4H Tecnologia em Saúde que é uma spin-off do Laboratório de Engenharia de Software (LES) da PUC-Rio, a missão da 4H é desenvolver soluções inovadoras para promover a assistência médica. A empresa é especializada no desenvolvimento de softwares para o setor da saúde. O objetivo com essa parceria é fortalecer nossas iniciativas com executivos experientes no desenvolvimento de soluções para a área da educação e explorar o ecossistema de inovação na área da saúde, trazendo o tema cannabis medicinal para o centro dos debates.

Como a The Green Hub avalia o cenário político para a regulamentação da cannabis medicinal?

Apesar de vermos uma posição contrária do governo para alguns modelo de regulamentação, entendemos que esse movimento a favor ao acesso dos medicamentos a base de cannabis aos pacientes não tem mais volta. Diversos deputados e senadores estão engajados em construir uma legislação que beneficie em primeiro lugar os pacientes, e isso é algo fundamental para  a construção de uma lei responsável e também dar velocidade a esse processo.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese