Madre planta: a luta das mães cultivadoras da Argentina e do Chile chega ao cinema

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Imagem: reprodução Madre Planta/Youtube)

Curadoria e edição Sechat, com informações de El planteo

Por Ulises Roman Rodríguez

Lançado no festival de filmes da Latin American Studies Association (LASA), o documentário Madre Planta, retrata as lutas e sonhos de um grupo de mães da Argentina e do Chile, em seu desejo de melhorar a qualidade de vida de seus filhos com óleo de cannabis.

Em mais de quatro anos de trabalho, os cineastas Lisandro Costa, Alejandro Espolsino e Francisco López tornam visíveis as inconstâncias pelas quais passam as famílias que cultivam cannabis para uso medicinal.

Ao longo do documentário, aparecem os testemunhos de María Laura Alasi, mãe de Josefina , uma menina de 3 anos que sofre da Síndrome de West. Outra das vozes é a de Valeria Salech, fundadora da Mama Cultiva Argentina e mãe de Emiliano , que sofre de epilepsia refratária. Aparece também Adriana Funaro, ativista que fabrica óleo de cannabis para tratar a artrite e a osteoartrite que sofre. E María Eugenia Sar com Macarena Navarro, avó e mãe de Joaquín, que sofre de Parkinson.

Do lado chileno estão Paulina Bobadilla, mãe de Javiera, uma menina diagnosticada com epilepsia refratária . Ela é a fundadora da Fundação Mamá Cultiva Chile. Além disso, há a atual deputada chilena Ana María Gazmuri que promoveu a criação da Fundação Daya no início de 2014.

Representando a palavra científica está Raphael Mechoulam , professor de Química medicinal que trabalha na Universidade Hebraica de Jerusalém, famoso por ter isolado e determinado a estrutura e síntese total da molécula Delta9-THC , principal componente ativo da maconha, e por sua trabalhar com o sistema endocanabinóide.

Raphael Mechoulam, Professor, químico e considerado o pai da cannabis medicinal (Foto: Commons Wikimedia/Tzahy)

Para a Argentina é a voz autorizada do Dr. Marcelo Morante , um dos promotores do uso de cannabis medicinal e responsável pela REPROCANN do Ministério da Saúde da Nação.

Por trás das cenas

O portal de notícias sobre cannabis e parceiro Sechat, El Planteo, conversou com os três diretores sobre este trabalho que aborda um assunto nunca antes levado aos cinemas de lá (argentina e Chile), tem como objetivo descriminalizar a natureza e beneficiar os principais atores do assunto: os pacientes.

“É muito importante que o documentário seja divulgado, pois revela os diferentes tratamentos que podem ser feitos com a planta e destaca a luta realizada por muitas famílias, para que seja registrado em algum lugar e retirado do esquecimento ”, diz Lisandro Costa, um dos diretores do documentário.

Para Francisco López, outro dos diretores, “o mais significativo é que através da luta de muitas pessoas, grupos, famílias, etc., conquistaram-se direitos que até alguns anos atrás pareciam impossíveis ”.

Por que assistir?

Os três diretores refletem sobre a essência do documentário e expressam seus sentimentos sobre a importância de ver essa obra audiovisual.

“É um documentário realista, não foi feito para agradar a ninguém. Há informações e muitas histórias de vida que acho que emocionam o espectador” , diz Lisandro Costa.

O filme ainda não chegou nas telinhas brasileiras, mas os diretores garantem que logo estará disponível em canais de streaming. Por isso, fique ligado e não perca a oportunidade de acompanhar relatos reais da vida de pessoas que utilizam a cannabis medicinal para o tratamento de várias patologias.

Acompanhe o Trailer:



Eventos



Já realizou sua inscrição gratuita para a maior feira sobre o uso medicinal da cannabis no Brasil? Acesse aqui e garanta sua presença



O Congresso Brasileiro da Cannabis Medicinal acontece dentro da MEDICAL CANNABIS FAIR e está dividido da seguinte maneira:

Bloco 1 – Saúde (dias 3 e 4 de maio de 2022):

Médicos, pesquisadores e profissionais do setor da saúde irão apresentar e debater as principais descobertas e tendências para o uso da Cannabis no tratamento de diferentes patologias, inclusive com estudos de caso.

Bloco 2 – Legislação e Negócios (dias 5 e 6 de maio de 2022):

Empresários, executivos de farmacêuticas, legisladores, advogados, investidores, pesquisadores, empreendedores e profissionais do setor irão se reunir para apresentar e discutir a evolução do mercado da Cannabis no Brasil e no mundo, as oportunidades para investir, trabalhar e empreender neste setor – auxiliando não apenas o desenvolvimento econômico e social do país.

Os participantes irão receber o certificado de participação do Congresso Brasileiro da Cannabis Medicinal – 2022 emitido pelo Sechat – curador e organizador do evento.

Confira a programação, alguns palestrantes já confirmados e realize sua compra por aqui

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese