Frente parlamentar de São Paulo convida pacientes de cannabis medicinal para contarem suas histórias

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Foto: Freepik/Jcomp)

Por João R. Negromonte

A frente parlamentar em defesa da cannabis medicinal e do cânhamo industrial, juntamente com o Instituto de Pesquisa Sociais e Econômicas da Cannabis (IPSEC), recebe, no dia 8/2 às 19h, quatro pacientes para a continuação de uma série de oito audiências públicas que serão realizadas na Assembleia Legislativa de São Paulo – Alesp. 

O objetivo do evento “Pacientes e o tratamento com cannabis medicinal” é trazer as histórias de pessoas que necessitam dessa terapia, com intuito de sensibilizar a sociedade por meio de relatos verídicos sobre a eficácia dos medicamentos à base de cannabis, além de entender como o estado pode contribuir no acesso desses compostos. 

O evento que será realizado de forma online com transmissão pelo Youtube da Alesp, recebe como convidados:

Márcia Guerra

Psicóloga aposentada e ativista na questão da Cannabis Medicinal, além de ser associada à Cultive. Faz uso de medicamento à base de cannabis pelo diagnóstico de Artrite Reumatóide (desde os 16 anos) e Síndrome de Sjogren com quadro epiléptico.

Bruno Taioli Jr.

Teólogo, Educador Social no Instituto Humanitas360, pastor na Igreja Presbiteriana em Alphaville e Capelão Prisional. Esposo de Patrícia Taioli, que faz uso de medicamentos à base de cannabis pelo diagnóstico de Trombocitemia Essencial e pelos efeitos da quimioterapia diária. Pai da Anna, de 9 anos, que está no espectro autista e também faz uso de medicação à base de CBD.

Patrícia Boscatto

Administradora, ela acolhe famílias no tratamento com Cannabis Medicinal e é mãe da Isadora, de 13 anos, que faz uso de medicamento à base de Cannabis pelos diagnósticos de Síndrome de Down, TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade) impulsivo agressivo, TOD (Transtorno Opositor Desafiador) e Autismo. Patrícia também é filha e sobrinha de pacientes que fazem uso de medicação à base de CBD. 

Ana Cristina P. Neves 

Economista pela Unicamp, ela é mestre em economia pelas Universidades de Cambridge e UFJR. Professora e tradutora, Ana tem dores crônicas há 15 anos, com diagnóstico de endometriose em 2009 e fibromialgia em 2015. Iniciou o tratamento com cannabis medicinal em setembro de 2020, possibilitando a interrupção do uso contínuo de opiáceos em fevereiro de 2021. 

Serviço: 

Abertura: Dep. Sérgio VictorCoordenador da Frente Parlamentar

Tema: Pacientes e o tratamento com cannabis medicinal 

Data: 08/02/2022 

Horário: das 19h às 21h

Transmissão: Via Zoom, com transmissão ao vivo pelo canal do Youtube da Alesp

Para participar do evento é necessário confirmar e inscrever-se pelo link.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese