StartUp alagoana promove debate político em Arapiraca sobre o uso medicinal da cannabis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Imagem: Freepik/Stefamerpik)

Curadoria e edição Sechat com informações de Grupo Regenera

Com o objetivo de democratizar o acesso ao cannabidiol, o Grupo Regenera, uma startup alagoana com sede em Arapiraca, está promovendo, neste sábado (28), às 16h20, um debate político sobre o tema.

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

O uso da cannabis já foi considerado um dos temas mais polêmicos da medicina. No Brasil, desde 2014, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autoriza a importação de alguns medicamentos feitos à base da planta.

Com o objetivo de democratizar o acesso ao cannabidiol, o Grupo Regenera, uma startup alagoana com sede em Arapiraca, está promovendo, neste sábado (28), às 16h20, um debate político sobre o tema.

O encontro será realizado no FDS Coworking, localizado na Rua Olavo Bilac, 210, no centro de Arapiraca, e contará com a participação de médicos, dentistas, advogados, agentes políticos e pacientes que já utilizam o canabidiol para fins medicinais.

“Assessoramos da consulta médica à utilização do óleo rico em CBD, conhecido como canabidiol, quer seja através de intervenção farmacêutica ou judicial”, explicou o representante do Grupo Regenera, Rafael Mendes.

Ele esteve em Maceió na última terça-feira (23), onde debateu o emprego do canabidiol para fins medicinais com o desembargador Tutmés Airan de Albuquerque e com o deputado estadual Lobão.

Para o desembargador, a discussão é fundamental. “Devemos começar uma reflexão que é inadiável sobre os efeitos medicinais do uso da cannabis, cujo benefício seria muito maior se não fosse o preconceito. Temos que fazer esse debate sem medo, para que as pessoas possam se beneficiar dessa descoberta da ciência”, comentou.

As inscrições para o debate são gratuitas e podem ser feitas através do link

Para mais informações acesse: www.gruporegenera.com.br

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

USO MEDICINAL

A cannabis possui mais de 120 canabinoides – elementos que fazem parte de sua composição – encontrados até o momento. Para o tratamento medicinal, os produtos utilizarão dois componentes específico: a tetra-hidrocanabidiol (THC) e o canabidiol (CBD), os dois canabidioides mais abundantes e mais pesquisados até o momento.

O THC e o CBD interagem com um sistema sinalizador vital do nosso organismo, denominado sistema endocanabinoide, responsável por regular uma série de funções vitais, como dor, apetite, humor, memória, sono, ciclos vitais das células e respostas imunológicas.

O representante do Grupo Regenera, Rafael Mendes, foi um dos primeiros pacientes de Alagoas a receber autorização judicial para o uso do óleo da cannabis medicinal, depois de ser diagnosticado com Transtorno de Ansiedade e Transtorno de Défcit de Atenção com Hiperatividade (TDAH).

“Aos 30 anos fui diagnosticado com ansiedade e TDAH, passei a tomar alguns fármacos convencionais, como ritalina, venlafaxina, zolpiden e rivotril, o que me causava inúmeras reações adversas, como falta de apetite, apatia, sonambulismo, dentre outros. No início deste ano, um médico me indicou o óleo de CBD, um fitoterápico que melhorou meus sintomas e a minha qualidade de vida. Atualmente, só utilizo o óleo artesanal de CBD/THC”, disse o advogado, reforçando que ele recebeu autorização judicial para a extração do óleo.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese